todos os direitos de desenvolvimento do blog reservados a Entertainment Music Group. Tecnologia do Blogger.

Aula de Step

>> quarta-feira, 28 de março de 2012



Veja outras fotos em nosso Facebook Oficial.

Read more...

Aviso

Veja vídeos de treinamentos, alimentação e nutrição aqui no blog!

Read more...

Informativo

Acompanhe-nos através de suas redes sociais.

Read more...

Vai uma corridinha aí?

O esporte ganhou muitos adeptos, afinal, é eficiente e barato. Mas será que uma calçada e fôlego já é suficiente para ser um bom corredor?



Se praticada da maneira incorreta, a corrida pode provocar sérias lesões nas articulações e fraturas, além de doenças mais graves. Uma pesquisa realizada pelo Núcleo de Estudos em Esporte e Ortopedia, pela Corpore (a maior organizadora de corridas da América Latina) e pela Sociedade Brasileira de Traumatologia – com 7.731 corredores amadores – demonstrou que 71,2% dos entrevistados já sentiram dores em decorrência do esporte e 53,1% já sofreram lesões. Então fique esperto com as dicas:

1 – Antes de começar a praticar a corrida de rua, é aconselhado consultar um médico especialista e são três exames que você deve fazer. “O cardiovascular examina a pressão arterial e a frequência cardíaca, o metabólico mede as taxas do sangue, como o colesterol e a glicose, e o biomecânico que identifica a pisada do atleta e a angulação dos joelhos”, explica Alexandre Póvoa Barbosa, ortopedista e médico do esporte, de São Paulo.

2 – O uso inadequado do tênis também tem relação direta com as lesões e para saber se o problema é esse, repare se sente dores constantes na coluna, no quadril, joelho, tornozelo ou pé.

3 – Por isso, a preocupação do corredor com seu tênis é importante, então, fique esperto. Para escolher seu pisante fique atento aos três tipos de pisadas.. A neutra, a supinada, que é para fora, e a pronada, que é para dentro. E há um tipo de tênis para cada caso.

4 – Para se preparar:

Alongamento – Cinco minutos de alongamento antes e depois do treino são o segredo para ganhar flexibilidade e deixar os músculos em ponto de bala para correr
Panturrilha e posterior de coxa
Com uma perna semiflexionada e outra apoiada num degrau pelo calcanhar, leve o tronco à frente até tocar o pé.
Quadríceps
De pé, flexione uma perna para trás e segure o pé junto ao glúteo, mantendo a perna de apoio semiflexionada e o quadril encaixado.
Quadril
Desça até o chão com uma perna (flexionada a 90 graus) à frente da outra (estendida) e as mãos espalmadas e leve o quadril o mais próximo do solo.
Interior de coxa
Com as pernas bem afastadas, mãos espalmadas no chão entre elas, flexione uma das pernas e abaixe, mantendo a outra estendida.

Alimentação

Antes do treino
O que você vai comer depende de quanto vai correr: se for menos de uma hora, faça um lanche antes e hidrate-se até o final do exercício. Quem vai treinar por mais de uma hora precisa repor carboidratos durante a atividade.
- 1 punhado de uvas passas ou 1 gel de carboidrato dão conta do recado.

Depois do treino
Agora é preciso repor a energia e restaurar os músculos. Para isso, dá-lhe carboidratos de alto índice glicêmico – como arroz e pão brancos, batata e mel – e proteínas. Aposte ainda nos alimentos antioxidantes (folhas, vegetais e castanhas) para evitar a proliferação de radicais livres na musculatura.

(Pesquisa tirada do Site Revista Mens Health.)

Read more...

Evite sete fatores que favorecem as varizes

Entenda a relação do problema com a pílula, horas na posição sentada
Publicado por Laura Tavares



Elas lembram uma pequena teia de aranha e costumam aparecer clarinhas e discretas, mas vão se espalhando com o tempo e podem se sobressair na pele. O efeito estético da svarizes é péssimo e ainda há riscos para a saúde, já que essas veias dilatadas perdem sua função, ou seja, deixam de levar o sangue de volta para o coração.

As varizes podem aparecer em diversas partes do corpo, mas são comuns nos membros inferiores, uma vez que o esforço para fazer o sangue subir nesta região é maior. "O problema é mais comum em mulheres e é favorecido pela predisposição genética, mas hábitos, como ficar muito tempo sentado, também aumentam o risco do aparecimento e agravamento delas", afirma o angiologista Ivanésio Merlo, diretor de publicações da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular. Com a ajuda dele e de outros especialistas, você descobre como fazer para se manter longe desse problema.

Anticoncepcional

A proporção de mulheres e homens com varizes é de três pacientes do sexo feminino para um masculino. Segundo o cirurgião vascular Jorge Kalil, do Hospital São Luiz, isso acontece pela alta concentração de progesterona e estrógeno na mulher, hormônios que favorecem o aparecimento de veias doentes.
O problema é que esses hormônios também são a principal composição de métodos contraceptivos, como a pílula. Assim, seu uso regular aumenta o risco do aparecimento de varizes. O especialista ressalta ainda que o anticoncepcional via oral é o que mais contribui para o problema, já que a absorção dos hormônios se dá de maneira mais intensa do pelo adesivo, por exemplo.

Gravidez

"Quanto maior o número de gestações de uma mulher, maior o risco de desenvolver ou agravar as varizes", afirma Ivanésio. Ele explica que, com o aumento do volume uterino, há compressão das veias dos membros inferiores, o que eleva a pressão e deixa as veias dilatadas. Por isso, nesse período é fundamental realizar repousos com as pernas elevadas e usar as conhecidas meias elásticas, que também ajudam a prevenir o problema."

Sedentarismo

Segundo o cirurgião vascular Hilton Waskman, do Hospital Israelita Albert Einstein, o sedentarismo favorece o aparecimento das varizes porque não estimula os músculos da panturrilha e da planta dos pés, que funcionam como um segundo coração que bombeia o sangue para cima. Por isso, ele recomenda atividades, como uma caminhada, corrida leve e hidroginástica, para melhorar a circulação sanguínea. "Evite atividades muito pesadas, como a musculação, pois elas podem exercer sobrecarga nos membros inferiores, favorecendo a deterioração das veias", alerta.

Ficar muito tempo parado

A posição que mais contribui com a volta do sangue dos membros inferiores é a horizontal. Ficar em pé ou sentado, por outro lado, dificulta a o fluxo sanguíneo, o que contribui com o aparecimento ou agravamento das varizes. "Por isso, pessoas que trabalham em uma mesma posição por muito tempo devem fazer pequenas pausas para se alongar e andar", afirma o cirurgião vascular Cesar Iaccino, do Hospital 9 de Julho. Segundo o médico, cruzar as pernas aumenta ainda mais a compressão das veias.

Salto alto

Uns dizem que o uso de sapatos com salto alto facilita o retorno do sangue pelas veias, diminuindo, assim, o risco de aparecer ou agravar as varizes. Outros afirmam o contrário, pontuando que eles causam problemas vasculares, porque impedem a movimentação adequada da panturrilha. Seja como for, ainda não há consenso sobre a influência desse tipo de calçado sobre as veias. "O que se sabe, entretanto, é que o uso constante de sapatos de salto pode causar problemas ortopédicos, como o encurtamento do tendão, tecido que liga o osso do calcanhar ao músculo da panturrilha", diz Hilton Waskman.

Obesidade

"Pessoas com sobrepeso ou obesidade sobrecarregam demais os membros inferiores, o que dificulta a volta do sangue venoso", explica Jorge. Segundo ele, o fator não é tão agravante quanto ficar muito tempo na mesma posição, mas contribui para o aparecimento das varizes. Assim, o risco é ainda maior para aqueles que, além dessa característica, ainda são submetidos a atividades com pouca movimentação.

Roupas justas

Algumas pessoas usam roupas tão justas que, no fim do dia, acabam ficando com dores nas coxas e panturrilhas, o que levou originou a ideia de que roupas apertadas podem causar varizes. Entretanto, segundo o cirurgião vascular Cesar, a influência é baixíssima, pois ela não chega a criar uma pressão tão grande quanto a do sobrepeso ou a de ficar muito tempo sentado, por exemplo. Ainda assim, ele recomenda priorizar roupas confortáveis e que não limitem a movimentação para evitar o desconforto muscular.

(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

Os benefícios do chá branco e chá verde

>> terça-feira, 20 de março de 2012



Chá branco

Este chá apresenta características nutricionais idênticas ao chá verde. Para quem ainda não sabe, ele é extraído da erva Camellia Sinensis; A mesma que origina o chá verde e o chá preto.
Já conhece seus benefícios? São diversos. Ele retardar o processo de envelhecimento, reduz os índices de colesterol ruim, acelera o metabolismo, bem como queima a gordura corporal e perder barriga. Ressaltamos que o seu consumo diário deve ser de quatro xícaras em um tempo mínimo de três meses.

Chá verde

Este também é um chá muito falado nos dias de hoje. Os seus benefícios são excelentes para garantir nossa saúde. Veja:
  • Controla a ação dos radicais livres;
  • Reduz os riscos do desenvolvimento de doenças cardiovasculares;
  • Dribla o envelhecimento precoce;
  • Ativa a produção de ácidos estomacais;
  • Previne tumores e câncer;
  • Por ter poderes antiinflamatórios, ele evita inflamações no corpo, bem como reduz a possibilidade de acúmulos de gorduras.
Para quem está de dieta, saiba que o chá verde é uma ótima opção visto que ele aumenta a temperatura corporal. Mas, o que isso proporciona? Ora, desta forma, ele acelera o metabolismo, bem como favorece a queima de gorduras.
Atenção: Para o chá verde atingir todos esses efeitos, é preciso que você tome de 05 xícaras a 1 litro diário em um tempo mínimo de 03 meses.
Caro, o chá é milagroso, mas você tem que fazer sua parte. Não esqueça que para perder aqueles quilinhos a mais, é necessário que você siga sua dieta, consuma alimentos pobres em gorduras, pouco carboidratos, bem como evite alimentos industrializados. Aliado a este processo, tome o seu chá verde todos os dias; Os efeitos serão visíveis.
Agora que você já conhece os efeitos milagrosos do chá branco e do chá verde, escolha um e tome todos os dias. Sua saúde agradece!

(Pesquisa tirada do Blog Dietas na Web.)

Read more...

Farelo de Arroz e seus benefícios à saúde

O farelo de arroz é um subproduto do processamento do polimento do arroz integral, e é fonte de fibra insolúvel, importante para a saúde dos intestinos. Por possuir alguns antioxidantes, o farelo de arroz pode ajudar a retirar as impurezas do organismo, prevenindo doenças cardiovasculares e até câncer.
No Brasil, o farelo de arroz é muito utilizado na ração humana, e associado á multimisturas, para uso humano. Ainda muito diferente do usado em países desenvolvidos, onde o produto entra como complemento na saúde humana (lembrando que o Brasil é um dos maiores produtores mundiais de arroz, e poderia aproveitar totalmente essa matéria-prima).



É um alimento rico em vitaminas, como a vitamina E e as do complexo B, e de minerais como zinco, magnésio, ferro e potássio. É rico em gamma-oryzanol, um potente antioxidante encontrado no óleo do arroz, presente no farelo não desengordurado. Alguns trabalhos sugerem que esse gamma-oryzanol possui os mesmos efeitos dos esteróides anabólicos, ajudando na formação do GH (hormônio de crescimento). É mais efetivo como um suplemento antioxidante por neutralizar a liberação dos radicais livres durante o exercício intenso. Além disso, ajuda na liberação de endorfinas, que dão aquela sensação clássica de bem estar. Por isso, é comum nos EUA a associação de gamma-oryzanol em suplementos esportivos com intuito de ganho de massa muscular e aumento de performance.
Trabalhos mostram também benefício no controle da hipercolesterolemia, sendo tão eficaz quanto o farelo de aveia na dieta! É um excelente enriquecimento às dietas de quem ainda não come arroz integral ou está em fase de introdução ao consumo. Mesmo para aqueles que optam sempre pela versão integral (meus parabéns!), o farelo de arroz pode fazer parte da dieta, enriquecendo-a, e ser consumido junto com a granola, iogurte de frutas, shakes, e até misturado com o feijão, já em seu prato.
Consulte sempre seu Nutricionista e descubra os benefícios de diversos alimentos e o que eles podem trazer para sua saúde e o da sua família!

(Pesquisa tirada do Blog Priscila di Ciero.)
Especialista em nutrição esportiva funcional

Read more...

O que devo fazer para aumentar coxas e glúteos?

Acho que essa é a pergunta mais comum que recebo depois de como perder barriga ou emagrecer, e claro estou aqui mais uma vez para dar uma explicação simples e resumida para que todos possam entender. Essa explicação serve para todos os músculos.



Ao contrário de quem quer emagrecer quando pensamos em ganho de massa muscular independente de qual musculatura estamos falando é que devemos ter uma ingestão calórica maior do que o gasto calórico, diminuição do volume e aumento da intensidade, maior tempo de recuperação tanto para o intervalo entre as séries quanto para os dias de descanso, aumento do consumo de proteínas para dar maior suporte a regeneração das fibras lesadas durante o treino.

O número de séries mais comum para se dar ênfase em um treino de hipertrofia é de:

3 à 4 séries de 6 à 12 movimentos com intervalos de 45 segundos à 2 minutos de descanço(claro que quando se diminui as repetições devemos aumentar a carga).

Devemos dar ênfase nos exercícios que utilizam mais de uma articulação.(ex:agachamento - joelho e quadril; supino - ombro e cotovelo).

Como o impacto no metabolismo e nas fibras musculares são maiores devido ao aumento da intensidade e do impacto das fibras musculares, devemos aumentar o tempo de recuperação que deve durar no mínimo 72horas. Nunca devemos treinar uma musculatura sem dar o tempo de intervalo, pois impedimos a adaptação e supercompensação que é oque faz com que consigamos aumentar a carga no próximo treino

(Pesquisa tirada do Blog  Exercicios em Casa.)

Read more...

Como ter uma coluna saudável livre de dores?

Hoje em dia 95% da população tem, já teve ou vair ter algum tipo de patologia relacionada a coluna vertebral. A força da gravidade, está sempre nos impulsionado para baixo, fazendo com que a musculatura em volta da coluna esteja sempre contraída. Essa musculatura que sustenta a coluna é chamada de paravertebrais. A vários fatores a serem trabalhados para que possamos ter uma coluna saudável, livre de lesões.

Neste post vou dar algumas dicas...

Dicas:

- Faça muito alongamento para a posterior de coxa que automáticamente estaremos alongando a região lombar(assim evitamos a hiperlordose que é um aumento da curvatura lombar aumentando o risco de hérnia e lombalgias em geral).
- Mantenha o corpo em equilíbrio, treine toda musculatura anterior e posterior por igual, quando temos esse desequilíbrio, as lesões futuramente aparecerão.
- Exercite sempre ao final do treino a musculatura paravertebral com exercícios de postura e alongue bem abdômen e peitorais(esses músculos quando não alongados tendem a formar a famosa "corcunda")

(Pesquisa tirada do Blog  Exercicios em Casa.)

Read more...

Glucosamina e Condroitina - Nutricionista Giovana Guido

Read more...

Agradecimentos

>> segunda-feira, 19 de março de 2012

Obrigado a todos que compareceram na reapresentação do Festival de dança e contribuirão com 1 litro de leite por pessoa.

Academia Lucinéa juntamente com a Associação Paulista Feminina de Combate ao Câncer agradecem a colaboração.

Atenciosamente.

 Equipe Lucinéa Arte e Dança

Read more...

É verdade que queimadores de gordura causam problemas cardíacos?

Read more...

Nutricionista Giovana Guido



NUTRICIONISTA ESPORTIVA EM JUNDIAÍ E REGIÃO
  • Graduada pela Universidade São Judas Tadeu
  • Especialista em Nutrição Clínica & Metabolismo pela Universidade Gama Filho
  • Especialista em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho
Meu trabalho consiste no atendimento e assessoria individual ou em grupo a praticantes de exercícios físicos, atletas e iniciantes na área esportiva. Atendo todas as modalidades, sendo as mais frequentes: praticantes de musculação, jogadores de futebol, corredores, maratonistas, lutadores e ciclistas.

Sou também responsável pela avaliação e orientação nutricional dos atletas profissionais e da base do Paulista Futebol Clube de Jundiaí, que disputa a série A1 do Campeonato Paulista.

Tenho um quadro de perguntas e respostas sobre Nutrição no Programa Futebol Esporte Show, com Marcel Capretz no SBT regional (Jundiaí/Sorocaba e região). Veja em ‘Vídeos’ alguns quadros.

Nutricionista da CBKB – Confederação Brasileira de Kickboxing, onde presto consultoria e suporte técnico aos membros e atletas. Sou responsável em ministrar as aulas de Nutrição Esportiva aos lutadores e professores.

Acesso ao meu canal:
http://www.youtube.com/user/giovanaguido1?blend=21&ob=5

Read more...

Dra Ellen Simone Paiva



Dra. Ellen Simone Paiva CRM-SP - 51.988
Diretora Clinica do Citen, Centro Integrado de Terapia Nutricional. Médica graduada pela Universidade Federal de Goiás, em 1981, onde fez Residência em Clínica Médica. Já em São Paulo, especializou-se, primeiro, em Endocrinologia, depois em Nutrologia, na USP.
Com intensa atividade profissional e acadêmica é Mestre na área de Nutrição e Diabetes pela USP, titular da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, SBEM, e da ABRAN, Associação Brasileira de Nutrologia. Acaba de concluir o Curso de Atualização em Transtornos Alimentares na Unifesp.

Contatos:
Twitter: http://twitter.com/Citensp
Site: www.citen.com.br

Read more...

Read more...

Compare os remédios naturais com os da medicina tradicional

Mesmo sendo derivados de plantas, eles não estão isentos de perigos

Por Especialista - Dra Ellen Simone Paiva - Endocrinologia e nutrologia

Você é adepto da medicina alternativa? Sente mais segurança com medicamentos naturais e acha que eles, por serem naturais, são isentos de efeitos colaterais? Acredita em seus reais benefícios? Pois bem, vamos analisar a questão, sabendo que ela é complexa e polêmica.

Em primeiro lugar, vamos ouvir os dois lados. A maioria dos cientistas critica a medicina alternativa por estabelecer tratamentos sem comprovação científica. Dizem que tais substâncias não são estudadas e nem fazem parte da grade curricular dos alunos das faculdades de medicina.

Por outro lado, os defensores das práticas alternativas se baseiam em suas experiências profissionais como prova da efetividade de seus métodos terapêuticos. Acusam a indústria de medicamentos de ser deletéria, criar doenças para seus medicamentos e só pensar em seus lucros astronômicos.

Quando analisamos os dois lados, nós descobrimos que há uma interface comum entre os tratamentos propostos pela medicina alternativa e a convencional. Alguns medicamentos naturais passam pelo crivo dos estudos científicos e se mostram comprovadamente seguros e eficazes. A partir daí, passam a fazer parte da prescrição médica convencional. Um exemplo disso é a ginkgo biloba, um fitoterápico que demonstrou ser cientificamente eficaz no tratamento das labirintites, passando a fazer parte do arsenal terapêutico dos otorrinolaringologistas e neurologistas para combater essas doenças.

"Uma das grandes falhas dos medicamentos naturais e das práticas alternativas à medicina é justamente a falta de estudos que comprovem sua eficácia."

Do ponto de vista dos pacientes, muitos deles se negam a tomar remédios e não hesitam em aderir ao uso das ervas medicinais ou suplementos naturais. Partem do princípio de que medicamentos naturais são inócuos. "Se não fizerem bem, mal não fazem". Essa compreensão é errada simplesmente pelo fato de que qualquer componente químico tem a capacidade de interferir em nosso sistema biológico, seja ele natural ou não. Exemplos não faltam para demonstrar isso.

O sene, por exemplo, pode ser encontrado em folhas para chás e em medicamentos industrializados, é o um dos mais potentes e agressivos laxantes que conhecemos. A digitales, uma substância derivada de uma planta, é o princípio ativo de uma das mais importantes drogas usadas pela cardiologia no tratamento da insuficiência cardíaca, a digoxina. Um detalhe importante é a estreita margem de segurança desse medicamento, pois pequenas variações na dosagem podem causar quadros graves de intoxicação, com agravamento da doença cardíaca.

Uma das grandes falhas dos medicamentos naturais e das práticas alternativas à medicina é justamente a falta de estudos que comprovem sua eficácia. Podem até não fazer mal, podem até ter efeitos importantes para a saúde das pessoas, mas precisam comprovar isso através de estudos científicos controlados. Caso contrário, serão sempre confundidos com placebos, ou seja, aqueles compostos desprovidos de medicamento real e que já foram demonstrado gerar resposta positiva em 30% dos casos, por pura sugestão, certamente aquelas que melhorariam sem nenhum tipo de tratamento.

Outro erro frequente em relação aos medicamentos naturais é que esses produtos passam a ser oferecidos e postulados para o tratamento de várias outras doenças, ampliando ainda mais as ressalvas aos seus reais efeitos. Perdem muito se sua credibilidade a partir de indicações absurdas.



Saiba mais

A própria ginkgo biloba passou a ser usada para distúrbios da memória sem nenhuma comprovação. Sene e outros laxantes são erroneamente usados como emagrecedores. Podem até levar à perda de peso por desidratação, mas não reduzem a gordura corporal. Infelizmente, em relação à obesidade, não existe nenhum medicamento natural com ação comprovada. Apesar disso, as farmácias de medicamentos industrializados e manipulados estão repletas de emagrecedores naturais.

A nosso ver, tratamentos tradicionais não são essencialmente superiores aos alternativos. Eles apenas oferecem maior embasamento científico. Isso não significa que eles sejam inteiramente eficazes ou seguros, só que eles estão mais propensos a ser.

Para ser aprovado pelas agências reguladoras, um medicamento convencional passa por um período de cerca de 10 anos de pesquisas, investimentos e muita comprovação. Mesmo assim, muitos deles, após vários anos de estudos, não são aprovados e outros, mesmo após a aprovação, podem ser retirados do mercado a qualquer momento.

Os medicamentos naturais deveriam ser submetidos ao mesmo rigor. Talvez assim eles tivessem mais credibilidade dentro do meio acadêmico.

(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

Largue o sedentarismo e se proteja de 9 doenças

>> quinta-feira, 15 de março de 2012

Veja por que os exercícios contribuem para um coração forte e emoções equilibradas

Publicado por Laura Tavares

Pouco tempo, preguiça, vergonha de encarar a academia ou falta de dinheiro são motivos comuns para correr dos exercícios. Mas nenhum deles ganha - ou deveria ganhar! - da lista de benefícios que você usufrui quando começa um treino regular. "O sedentarismo favorece uma série de doenças, além de agravar muitos problemas de saúde. Combatê-lo é uma forma de viver mais e melhor", afirma o endocrinologista Paulo Rosenbaum, do Hospital Albert Einstein. Diabetes, hipertensão, doenças cardiovasculares e até problemas emocionais são controlados com um treino bem elaborado.

Não à toa, para a Organização Mundial de Saúde (OMS), o sedentarismo é considerado uma doença e seus males podem ser comparados aos do tabagismo. Assim, no Dia do Atleta, o Minha Vida contou com um time de especialistas para montar uma lista de inimigos que você deixa para trás quando começa a mexer o corpo - nem precisa correr muito, basta manter o pique moderado e frequente e nenhuma deles vai conseguir te alcançar.

AnsiedadeTensão constante, preocupação, medo e até falta de controle sobre as próprias ações são alguns dos sintomas dos transtornos de ansiedade. Todas essas condições são intensificadas pelo sedentarismo, pois há inibição da produção de endorfinas, neurotransmissores que proporcionam uma sensação relaxante e de bem-estar, explica o médico do esporte Ricardo Nahas, do Hospital 9 de Julho. Assim, quem pratica exercícios consegue lidar melhor com a ansiedade e até tem uma noite de sono mais tranquila e ganhando produtividade durante o dia.


DiabetesSegundo o endocrinologista Paulo, o aumento da gordura localizada, principalmente na região abdominal, é um dos principais fatores que levam ao quadro de resistência à insulina. "O hormônio sintetizado no pâncreas não consegue mais agir no organismo, fazendo com que o nível de açúcar no sangue fique muito elevado", explica. A melhor forma de se prevenir contra o diabetes é aliando uma boa alimentação à prática regular de exercícios físicos.

CâncerAlguns tipos de câncer, como o de mama e o de próstata, estão diretamente associados à obesidade, uma das principais doenças decorrentes do sedentarismo. Isso porque o excesso de peso aumenta a produção de radicais livres pelo corpo, fazendo com que o organismo não dê conta de combatê-los. Isso origina pequenas inflamações que podem se tornar um câncer. Além disso, pessoas que praticam exercícios também costumam ter hábitos de vida mais saudáveis, como se alimentar de maneira equilibrada e fazer exames médicos rotineiramente.

Pressão alta"Indivíduos sedentários obrigam o coração a trabalhar mais: o músculo cardíaco precisa fazer mais pressão para que o sangue consiga correr por todo o corpo, aumentando a pressão arterial", explica o cardiologista Rui Ramos, diretor da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (SOCESP). Por isso, quem realiza atividades físicas não só reduz a pressão como ainda previne contra o aparecimento da doença, pois aumenta a capacidade e a resistência cardiovascular.


ObesidadeSe o organismo consegue aproveitar tudo o que você come, seu peso permanece estável. Mas se, por outro lado, há excesso no consumo ou falta de estímulos para a queima de energia, o resultado será o ganho de peso. "Cultivar uma alimentação saudável e praticar exercícios, que aceleram o metabolismo, é a receita Ideal contra a obesidade", afirma Paulo Rosenbaum.

Osteoporose"Os exercícios ajudam na formação de massa óssea e, por isso, previnem o desenvolvimento da osteoporose", afirma Ricardo Nahas. Segundo ele, a atividade física também ajuda a fixar o cálcio nos ossos, o que é fundamental para evitar a doença, uma vez que ela é causada pela progressiva descalcificação.

Doenças cardiovasculares"Durante a prática de exercícios, o coração aumenta a produtividade, tornando-se capaz de suprir demandas maiores de oxigênio e nutrientes pelas células", afirma o clínico da Unifesp Paulo Olzon. O sedentário, por sua vez, não estimula o coração, ficando sujeito ao aparecimento de doenças cardiovasculares ocasionadas pelo endurecimento das artérias e pela formação de placas de gordura nos vasos sanguíneos.

TromboseO sedentarismo favorece a formação de trombos (coágulos sanguíneos) nas pernas. A prática de exercícios estimula a circulação e previne o problema de forma natural. "Se você passa muito tempo sentado, organize a rotina para se levantar e fazer breves caminhadas algumas vezes ao dia. Essa é uma maneira simples de estimular a circulação e evitar a trombose", afirma o cardiologista Rui Ramos. A tática torna-se ainda mais eficiente combinada à prática de exercícios físicos regulares.
Depressão'O sedentário não tem disposição para executar as tarefas do trabalho, realizar programas de lazer e ainda se entrega mais facilmente a vícios, como o alcoolismo", afirma o médico do esporte Ricardo. Se você já tem predisposição à depressão, a ausência de atividades físicas acentua ainda mais esta tendência. Por outro lado, aderir a um treino regular pode funcionar como coadjuvante no tratamento da doença

(Pesquisa tirada do Site Minha Vida.)

Read more...

Festival de Dança

>> segunda-feira, 12 de março de 2012

Read more...

Vamos aprender como ganhar massa muscular nas pernas?

>> sábado, 10 de março de 2012

Quem não quer ter pernas fortes e bonitas? Seja homem ou mulher, é muito importante ganhar massa muscular nas pernas, pois além de ser de natureza humana e trazer benefícios a saúde, possui um valor estético muito mais muito grande.

Embora existam diversos exercícios que dizem servir para ganhar massa muscular nas pernas, se você realmente quer ter pernas fortes e musculosas, o exercício que você deve fazer é o Agachamento livre, veja no vídeo abaixo como executar corretamente, pois muitos não fazem o exercício correto, depois reclamam que nao obteve resultados ou até mesmo desistem de fazê-lo.E passam a se preocupar somente com os membros superiores.

Repetições do exercício:

Este exercício deve ser feito com o número de agachamentos que você conseguir repetidos três vezes com intervalos de 1 minuto entre cada repetição de série.

Regularidade do exercício:

Este exercício, assim como qualquer outro que vise ganhar massa muscular, deve ser feito de duas a três vezes por semana, de forma a dar tempo para eu o corpo se recuperar e fortalecer os músculos da região lesionada com o exercício.

Alimentação:

Este considerado um exercício pesado, você deverá, mais uma vez como em todo processo de ganho muscular, alimentar-se com bastante carboidrato e proteínas, como massas e ovos por exemplo.


Aproveite e leia mais sobre o agachamento livre em: Hipertrofia.org


Não esqueça também de ler: Como ganhar músculos para saber os demais procedimentos além deste exercício para que você possa ganhar massa muscular nas pernas.

Read more...

Agachamento livre - Execução correta - Trust Sports

Read more...

Read more...

Rosca Direta

Saiba como executar corretamente esse
que é um dos principais exércicios para biceps. Antes vou falar um pouco sobre o que não se deve fazer, poís a maioria dos iniciantes e até mesmo pessoas com alguma experiência nas academia fazem esse exercício incorretamente.
Os principais erros na rosca direta:

  • Colocar mais peso do que realmente aguenta. Não adianta nada colocar 30Kg em cada lado e pedir ajuda para os amigos, todo exercício deve ser executado sem ajuda de ninguém e somente com um peso que você realmente aguenta, então tenha bom senso e só coloque o que pode levantar.
  • Jogar o peso com as costas. Não vale se inclinar para trás tem que ficar parado!!!!!
  • Forçar mais um lado. Cuidado com o tempo isso pode te prejudicar, tente levantar o peso igualmente com as duas mãos.
Bom basicamente ai estão os 3 principais erros, agora vamos ao que interessa.
Como fazer “Rosca direta” corretamente:
Em pé, as costas bem eretas, as barras seguras com as mãos em supinação com um afastamento um pouco superior a largura dos ombros:
- Inspirar e, em seguida, flexionar os antebraços, cuidando através de contração isométrica dos músculos dos glúteos, abdominais e espinhais, para não oscilar o tronco. Expirar no final do movimento.
Este exercício solicita principalmente o bíceps, o braquial e, numa menor extensão, o brauiorradial, o pronador redondo e o conjunto de flexores do punho e dos dedos

(Pesquisa tirada do Site Musculação Brasil.)

Read more...

Informativo

>> sábado, 3 de março de 2012

Read more...

Biceps no Limite

Conseguir “quebrar” o biceps e atingir a hipertrofia do músculo, é um problema para boa parte dos que treinam com freqüência confira aqui um treino que com toda certeza irá levar teu biceps ao limite.

Antes de qualquer coisa acho importante frisar, que o importante neste treino é que você leve a sério o tempo de descanso estabelecido entre uma seção e outra, e obviamente é importantíssimo também, executar os exercícios da forma correta.

Se possível peça ajuda a um colega ou instrutor para te ajudar.

Read more...

Read more...

Treino Biceps No Limite

O primeiro exercício que irá fazer é o rosca direta, coloque o peso que costuma usar, pois você deverá fazer 3 séries de 12,10 e 8 respectivamente. O grande segredo neste caso, é que você irá também fazer rosca martelo alternada, sem descanso, ou seja faz uma série de Rosca Direta e já pula para o rosca martelo alternado, 20 repetições/10 por braço. Ao fim de cada série de Rosca Direita/Martelo, descanse por 1 minuto e volte a fazer o mesmo.
Em seguida faça 3 séries de 10, de Biceps no Pulley um braço de cada vez, com descanso de 45 segundos.
Para finalizar faça Biceps Scott no Banco, 4 séries de 10 – 8 – 8 – 6, o segredo aqui é que você não irá descansar, imagine que você coloque 30 inicialmente, faça as primeiras 10, abaixe para 25, faça 8, abaixe para 15, faça 8, abaixe para 10 e faça 6.
Resuminho:

  • 3 Séries de Rosca Direta alternando com Rosca Martelo Alternado.
  • 3 Séries de Biceps no Pulley.
  • 4 Séries de Biceps Scott no Banco sem descanso.

Lembre-se de falar com seu treinador antes de fazer, pode não ser viavel a você. Obs: faça por sua conta e risco.

(Pesquisa tirada do Site Musculação Brasil.)

Read more...

Aviso

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."

Direitos de Imagens

As imagens ou fotos que estão no blog são fornecidas por Academia Lucinéa arte e dança.
Todos os direitos de imagem de alunos são reservados por Lucinéa Cândido.


Academia Lucinéa - Centro de Atividades Física Av. Tiradentes nº2.159 Bairro Alto Matão-SP Fone: (16) 3382-1867 E-mail: lucinea.arteedanca@hotmail.com

  © Blogger templates Palm by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP